Como é trabalhar no Leo Social? – Parte 4

Como é trabalhar no Leo Social? – Parte 4

leo social

Se tem alguém que conhece muito bem o Leo Social e pode falar como é trabalhar na organização, com certeza essa pessoa é o Aldo Oliveira. Analista Administrativo Financeiro, Aldo é um dos colaboradores com mais tempo de casa, estando próximo de completar 14 anos de Leo Social, em 2023. 

Aldo do Leo SocialAldo entrou no Leo Social em outubro de 2009 e, segundo ele, foi o destino que o colocou na entidade. “Entrei na Leo Madeiras como jovem aprendiz, mas foi o destino que quis que eu entrasse no Leo Social. O processo de aprendiz já havia passado e abriu uma vaga extra e era justamente no Leo Social”, lembra. 

Como jovem aprendiz do Leo Social, Aldo iniciou sua trajetória trabalhando no almoxarifado da Escola da Marcenaria. “Na época não tinha controle nenhum no almoxarifado. Então comecei a fazer a organização dos materiais e estoques”, explica. 

O colaborador lembra que visitava as unidades dos cursos sociais, que eram espalhadas por São Paulo. “Comecei a visitar as comunidades, porque tínhamos escola em Diadema, Heliópolis e no Grajaú, e me apaixonei. Passei a vivenciar a realidade dentro da comunidade. E cada vez mais fui assumindo atividades administrativas, cuidando da gestão de alunos e não só do almoxarifado”, conta. 

De acordo com Aldo, das ações realizadas pelo Leo Social até aqui, o que mais o marcou foi o antigo curso de Meio Oficial de Marcenaria. “Tínhamos várias pessoas em situação de vulnerabilidade social extrema e também pessoas que eram diretoras em empresas, mas perderam tudo na crise econômica”, afirma. “Então a gente por meio do curso conseguia promover uma transformação de vida. Fazer com que essas pessoas acreditassem em si mesmas”, completa.  

Ele também relembra de uma entrega de móvel feita pelo projeto Marcenaria do Bem, em que foi um grande desafio.

“A gente se viu praticamente quase desmontando o telhado da casa do colaborador para fazer a montagem do guarda-roupa. O projeto foi exatamente do jeito que ele pediu, com três portas que atenderia as três filhas. Mas no final, ver a felicidade das filhas dele quando viram o móvel pronto fez com que todo o esforço tivesse valido a pena”, narra Aldo.  

Leo Social - Aldo

Para Aldo, trabalhar no Leo Social é um aprendizado constante, já que tudo funciona de forma dinâmica. “Trabalhar no Leo Social é algo que precisa sair fora da casinha e estar presente. Você planeja e pode terminar o dia fazendo coisas totalmente diferentes, mas com o propósito sendo atendido”, diz. “Tudo é muito dinâmico. A gente trabalha para transformar vidas e fazer isso com uma rotina é impossível, já que a vida é feita de adaptações”, explica.  

“No Leo Social, o autodesenvolvimento é constante e nos prepara para todas as frentes em que atuamos”, revela. “E saber que estamos contribuindo com a transformação de vidas de muitas pessoas que passam pelos nossos projetos é um motivo de orgulho pra mim”, conclui Aldo.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support