Histórias Reais: “Aos 39 anos percebi que a marcenaria seria uma ótima opção!”

Histórias Reais: “Aos 39 anos percebi que a marcenaria seria uma ótima opção!”

Aluno Marcenaria Ubiratã Ramos

Na Escola da Marcenaria, iniciativa do Leo Social, muitos alunos e alunas chegam em busca de novas oportunidades. Com Ubiratã, de 41 anos, não foi diferente. 

Ubiratã, mais conhecido como Bira, atuava como designer gráfico. Mas em 2020, no auge da pandemia da COVID-19, assim como muitos brasileiros, ele também se viu diante de uma situação difícil, os trabalhos ficaram cada vez mais escassos. “O que eu poderia fazer para entrar novamente no mercado de trabalho, já com quase 40 anos?”, relata. 

Ele conta que primeiramente pensou em ingressar na área de T.I, mas após refletir, concluiu que o crescimento do setor moveleiro, principalmente na montagem de móveis, seria uma ótima opção.  

Bira se profissionalizou através dos cursos gratuitos de ‘Meio Oficial’ e ‘Montador Convencional’, em 2021.

“Estar diante de um professor bem-preparado, fez eu me sentir confortável. Ele me incentivou e eu fui percebendo a paixão pela marcenaria crescer”, exalta Bira. 

Atualmente, Bira atua na área e já tem a própria marcenaria.  

Paixão pela marcenaria  

Em seu novo ambiente de trabalho, Bira disse que se sente em paz: “Fico observando e agradeço a Deus por ter me mostrado esse caminho”, declara.  

Aluno Ubiratã

Os projetos estão saindo do papel, ele está reformando uma marcenaria no interior de São Paulo e nos contou um detalhe importante que terá nesse novo local:

“Vou colocar um quadro da Escola da Marcenaria. Sou muito grato a este projeto e quero incentivar outras pessoas a fazerem como eu”, afirma.  

Curta e compartilhe!

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support