Discos de serra: quais são, diferenças e conservação

Discos de serra: quais são, diferenças e conservação

Marceneiro e marceneira, você sabe qual tipo de disco escolher na hora de realizar algum trabalho? Conheça alguns neste post.

Na marcenaria existem diversos processos para criar móveis de qualidade. Um dos processos mais importantes é, sem dúvida, o corte do material. No entanto, para se obter um bom resultado final, é fundamental saber e escolher o tipo de disco de serra ideal para realizar o trabalho. 

O resultado final de um bom corte é influenciado não só pela máquina que você utiliza – seja uma esquadrejadeira, seccionadora ou serras manuais – mas também pelo disco que você estiver usando.  

Quando o assunto é discos de serra, a primeira coisa que você precisa saber é: a quantidade de dentes importa e influencia diretamente no acabamento final do corte. Tenha em mente o seguinte:  

  • Quanto menos dentes tiver o disco, mais rápido será o corte e mais grosso ficará o acabamento. Discos com menos dentes são ideais para materiais mais duros. 
  • Quanto mais dentes tiver o disco, mais lento será o corte e mais fino ficará o acabamento. Esses são ideais para materiais maleáveis.  

Marceneiro e marceneira, antes de escolher qual disco de serra comprar, você precisa identificar a finalidade que ele terá: se é para cortar MDF, madeira ou outros materiais. Após isso, o ideal é que você leia o manual e as especificações da serra que você utilizará: esquadrejadeira de precisão, seccionadora ou outra máquina. Passado esse processo, vamos aos tipos de discos de serra.  

Tipos de discos de serra 

1 – Discos Multimateriais 

Cortam todos os tipos de materiais, como madeira, compensados, alumínio, OSB, etc. Costuma ser encontrado, sobretudo, para serras manuais.  

2 – Discos Alternados (dentes de piranha) 

Os discos de serra alternados, também conhecidos como dentes de piranha, são os mais comuns do mercado. São compostos por triângulos com pontas afiadas invertidas e variam de tamanho, podendo ser utilizados em diferentes serras.  

Esses discos são ideais para cortar MDF, principalmente misto e de pinus. Também cortam MDF de eucalipto, porém é importante que esteja totalmente afiado para proporcionar um bom corte.  

3 – Discos Trapezoidais 

Já esses discos de serra têm o corte mais lento e menos agressivo que os alternados. Uma característica dos discos trapezoidais é que eles devem ser utilizados com riscadores, que têm a função de “riscar” o MDF para o disco trapezoidal “limpar” fazendo o corte.  

Os discos trapezoidais são ideais para usar em esquadrejadeiras de precisão ou seccionadoras. Além disso, cortam melhor em MDF de eucalipto e dificilmente ocorre de lascar o material na saída.  

4 – Discos Côncavos 

São discos de serra que fazem cortes mais lentos e com menos barulho em relação aos trapezoidais. Os discos côncavos são indicados para corte em MDF de eucalipto e geram alta qualidade no acabamento. Uma característica desses discos é que seus dentes parecem uma pá.  

Mais dicas sobre discos de serra 

Para acertar ainda mais na hora de comprar discos de serra, é recomendado que marceneiros e marceneiras optem por discos com sistema anticorrosivo e antiaderente, que evita acúmulo de resinas.  

Vale ressaltar que é importante que você também limpe seus discos. Após um trabalho e outro, é comum o disco acumular resíduos e formar crostas. Caso não seja limpo, o disco pode lascar outras peças.  

A limpeza do disco de serra pode ser feita com água morna, uma escovinha e detergente. Para limpar entre os dentes, você pode utilizar uma lixa d’água fina (acima de 600, por exemplo). Limpe com cuidado. Após secar, se quiser, você tem a opção de aplicar uma camada fina de antiferrugem no disco e tirar o excesso com um pano ou papel.  

Antes de utilizar algum disco de serra, certifique-se de que ele não esteja rachado, empenado ou deformado. Verifique também se o disco está bem fixado no equipamento. E sempre utilize equipamento de proteção individual (EPIs) ao executar algum serviço.  

Além disso, é importante que você tome cuidados ao transportar seus discos de serra. Ao se deslocar, procure colocar o disco na embalagem original ou em algum recipiente seguro que não o danifique.

+ Notícias

Curta e compartilhe!

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
WhatsApp
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support