Escola da Marcenaria participa de festival de criatividade em Barueri

A Escola da Marcenaria, iniciativa do Leo Social, participará do 1º Festival de Invenção e Criatividade – Fieb Barueri que ocorre no sábado, 03/12, no ITB Prof.ª Maria Theodora Pedreira de Freitas, em Alphaville, Barueri – SP.  

O Festival de Invenção e Criatividade é uma grande celebração com um espírito inventivo, colaborativo e mão na massa da educação brasileira. Nele, crianças, jovens, seus familiares e educadores terão a oportunidade de explorar materiais e tecnologias high e low tech, participar de atividades e aprender de forma estimulante e descontraída. 

Com o objetivo de apresentar todo o potencial que a marcenaria possui, a Escola da Marcenaria terá oficinas práticas e criativas que estimularão o corte, lixamento, colagem, pintura e mais.  

Sucesso no Pixel Show 2022, as oficinas de Acessórios de Madeira de Reuso, Suporte para Notebook e Tangram serão apresentadas no Festival de Invenção e Criatividade – Fieb Barueri, que terá entrada livre para todos os públicos.  

O 1º Festival de Invenção e Criatividade – Fieb Barueri ocorre das 9h às 17h no ITB Prof.ª Maria Theodora Pedreira de Freitas, localizado na Avenida Andrômeda, 500 – Alphaville Empresarial, Barueri – SP, CEP: 06473-000.  

Oficinas no Festival  

Oficina de marcenaria no Pixel Show

Foto: Pixel Show 22 – Raquel Grangeiro _ @sharpcriativa-138

As oficinas de Tangram, Suporte para Notebook e Acessórios de Madeira de Reuso foram apresentadas no início deste mês durante o Pixel Show, maior evento de criatividade da América Latina. Confira um pouco sobre elas e os oficineiros: 

Oficina de Tangram 

A oficina tem o objetivo de formar objetos e animais a partir de peças de madeira em formato geométrico. Na oficina de Tangram, os participantes poderão montar, colar e pintar as peças produzidas. A oficina é livre e ocorrerá nos intervalos.  

Oficina de Acessórios de Madeira de Reuso 

Nesta oficina prática, os participantes poderão desenvolver suas próprias biojoias a partir da combinação de peças de madeira maciça com folhas de madeira, explorando toda a variedade de cores e texturas encontradas em algumas espécies de árvores nacionais. 

As peças serão produzidas usando ferramentas manuais de pequeno porte a partir de técnicas básicas de marchetaria combinadas com joalheria. A oficina tem como objetivo desmistificar a marcenaria como um ofício difícil e gerar autonomia para que as pessoas possam produzir suas próprias peças. 

Sobre o oficineiro 

Caio Netto dos Santos é Mestrando em Artes Visuais pela Unesp e Técnico em Joalheria pelo Senai. Trabalha com educação desde 2013 dando aulas no ensino formal e não-formal, ministrando cursos, coordenando projetos socioeducativos e fazendo consultoria de projetos pedagógicos. 

Também trabalha desde 2017 com marcenaria voltada à conservação preventiva de obras de arte em museus e galerias, assim como executa peças de marcenaria fina sob encomenda. 

Atualmente é integrante da Oficina Colaborativa, espaço onde desenvolve seus projetos pessoais e encomendas e é técnico da Escola de Marcenaria na Unibes Cultural, do Leo Social, onde também leciona. 

Oficina Suporte para Notebook 

Com peças já cortadas de madeira, o participante fará a montagem de um suporte para notebook personalizável que poderá levar para casa após as operações de marcação, colagem, parafusamento, furação, cavilhamento, corte, acabamento com lixa e por fim, pintura com corante alimentício seguido de cobertura com óleo mineral. 

Sobre o oficineiro 

Designer generalista pela FAU-USP, Felipe de Melo tem experiência industrial anterior na área de Mecânica de Usinagem. Participou no desenvolvimento de projetos acadêmicos de embalagens na materioteca Materialize e no edital de Soluções Inovadoras para Resíduos Sólidos (PO LI-USP), onde foi um dos vencedores. 

Tem interesse na área de Design Sustentável; Mobiliário, Modelagem 3D, Fotografia, Biomimética; biodiversidade arborícola e suas potencialidades; Processos de transformação, Tecnologia dos materiais, Artes visuais, Entalhe. 

Emprega resíduos para a produção de objetos autorais (com sucata, madeira de descarte, demolição e poda) por meio de máquinas estacionárias, portáteis, automatizadas e ferramentas manuais. 

Atualmente é colaborador técnico e Instrutor de projeto e operações com materiais de poda arborícola via CNPQ no Projeto Podalab da FAU-USP e cofundador da Startup Dapoda, vencedora do concurso internacional No Waste Challenge. 

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support