Ex-alunos criam produto para madeira a partir de cera de abelhas

Ex-alunos criam produto para madeira a partir de cera de abelhas

Já pensou iniciar um curso de marcenaria com o objetivo de fazer móveis planejados, mas no fim criar um produto para madeira a partir da cera de abelhas? Pois foi exatamente isso que aconteceu com o casal Rogério e Vanessa Longarezi, ex-alunos da Escola da Marcenaria, projeto do Leo Social. 

Rogério e Vanessa são formados em Engenharia Elétrica e Sistemas de Informação, respectivamente, e fizeram os três módulos do curso de marcenaria da Escola – Básica, Intermediária e Avançada – entre 2016 e 2017. O casal tinha o intuito de fazer os próprios móveis de casa.  

“A gente queria fazer um closet e eu sempre gostei de colocar a mão na massa, então resolvemos buscar um curso de marcenaria”, lembra Rogério. “Quando eu vi que os cursos pagos da Escola financiavam os cursos gratuitos para pessoas em situação de vulnerabilidade social, deu ainda mais ‘tesão’ em fazer”, completa.  

“Eu sempre gostei de madeira. Meu pai fazia artesanato com madeira e um tio do Rogério fazia móveis. Então, seria uma boa experiência para fazer nossos móveis”, afirma Vanessa.  

O casal tinha um restaurante na zona norte de São Paulo. E conforme faziam o curso, enxergaram a possibilidade de trabalhar com móveis planejados. “A gente pirou quando fizemos o Básico e pensamos em trabalhar com móveis”, conta Rogério. No entanto, no meio do caminho os dois “levaram uma ferroada”.  

“Sem querer descobri que existiam abelhas sem ferrão. E eu queria trabalhar com algo que envolvesse o lado social. Então, na metade do curso, comecei a estudar sobre as abelhas”, detalha Rogério.  

A paixão por abelhas a oportunidade de negócio  

Foto: Meliponário Paraíso das Abelhas

A partir dessa descoberta, Rogério foi estudar meliponicultura, que consiste na criação e cuidado de abelhas sem ferrão. Vanessa também estudou na área. No Brasil, existem aproximadamente 250 espécies de abelhas sem ferrão. Essas abelhas têm papel importante na reprodução de plantas nativas e também na polinização de plantas utilizadas na alimentação humana, como café, tomate, morango, etc.  

“As abelhas estão morrendo com as queimadas, agrotóxicos, desmatamento, etc. Se todas as abelhas morressem, a humanidade sobreviveria por quatro anos. Tudo vem da abelha. Tudo é a abelha que poliniza. Sem matas ciliares, não há água. E quem faz é a abelha”, destaca Rogério. 

Utilizando o aprendizado do curso da Escola da Marcenaria, Rogério e Vanessa começaram a fazer caixas de madeira para colmeias de abelhas. A partir disso, eles começaram a mexer com o mel e com a cera das abelhas. Foi então que surgiu a ideia de criar um produto a partir disso.  

“As caixas das abelhas precisam de proteção contra o sol e a chuva. E existe uma carência de produto que proteja isso. Então pensei: ‘vou criar algum produto utilizando cera de abelha’. A cera de abelha tem ação bacteriana, ação fúngica, hidratação e é atóxica”, explica o meliponicultor.  

Foram anos de estudo até chegar ao produto final. Rogério criou uma formulação à base de cera de abelha e óleo mineral importado da Índia que serve para diluir a cera, que é espessa. Devido ao custo do óleo mineral da Índia, Rogério e Vanessa fizeram um estudo à parte e chegaram ao óleo USP, utilizado em tábuas de corte.  

Foto: Meliponário Paraíso das Abelhas

E foi assim que surgiu o creme para madeira da Meliponário Paraíso das Abelhas, empresa do casal. Produzido com cera pura de abelhas e óleo mineral USP, o creme impermeabiliza, conserva, hidrata e protege madeiras em geral, tábuas de corte e utensílios de madeira contra fungos e bactérias, dando acabamento profissional e durável.  

“É indicado para todos os tipos de madeira. Usei em MDF para proteção e ficou show de bola”, destaca Rogério. Lançado em janeiro de 2022, o creme levou cerca de quatro anos entre pesquisa e desenvolvimento para chegar até o resultado final.  

“Já vendemos para uma rede de lojas e acessórios do Gasômetro. Vendemos para pessoas na informalidade. Queremos entrar no mercado para valer, nos home centers, etc”, exalta Vanessa. “O creme pode ser usado desde o cara que faz churrasco até empresas que vendem móveis. E o melhor: é ecológico”, completa Rogério.   

As vendas dos cremes e outros produtos da Meliponário Paraíso das Abelhas são feitas pelo WhatsApp (11) 99967-0386. Também é possível acompanhar o trabalho desenvolvido por eles no Instagram @meliponarioparaisodasabelhas 

A importância da Escola da Marcenaria  

Foto: Rogério, a instrutora Verônica Braga e Vanessa durante o curso de Marcenaria/Arquivo pessoal

Apesar de não atuarem na marcenaria ou com móveis planejados como haviam idealizado, Vanessa e Rogério são gratos pela oportunidade de ter aprendido com a Escola da Marcenaria. “Hoje estamos fazendo algo de bom para o planeta Terra e a marcenaria serviu para fazer essas caixas e ferramentas legais que o curso nos proporcionou”, ressaltam.  

“Antes da Escola da Marcenaria, a Vanessa não pegava nem no martelo”, brinca Rogério. “No curso, conhecemos o mundo da marcenaria, um leque de ferragens que eu nem sabia que existia. É surreal. Marcenaria hoje em dia é um universo que a pessoa que começa a aprender hoje, vai aprender para o resto da vida”, destaca Rogério.  

“O curso foi maravilhoso. Sempre tive vontade de criar o móvel. De fazer e aprender. Os professores são maravilhosos e foi muito proveitoso. Tive bastante dificuldade no início, mas eles sempre estavam ali ajudando e dispostos”, enaltece Vanessa, que conta que ainda tem em sua lista de tarefas o objetivo de fazer os móveis de casa – o que não ocorreu após a finalização do curso como havia previsto.  

“A forma como nos foi ensinado [marcenaria] era muito tranquila, responsável e profissional. Diferenciado. Fui fazer o curso com uma expectativa pequena e me surpreendi. Por isso, sempre indico os cursos da Escola”, afirma Rogério.  

Para Vanessa, marcenaria significa ‘aconchego’. Ela destaca que toda sua casa tem elementos de madeira, restos de madeira, MDF, etc. Já para Rogério, depois das abelhas, marcenaria significa ‘casa e vida’. “Se eu der um giro na minha sala, tudo é de madeira. Gostamos muito de madeira, desde a rústica até o MDF. Madeira é a casa das abelhas. Além de compor, aquecer e aconchegar a minha casa”, conclui.

+ Notícias

Curta e compartilhe!

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
WhatsApp
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support