Mulheres na marcenaria geram renda e segurança à outras mulheres

Mulheres na marcenaria geram renda e segurança à outras mulheres

Mulheres na marcenaria: segurança, renda e empoderamento!

Um relatório do Sebrae revelou que de março de 2017 a março de 2019, a proporção de mulheres empreendedoras que são “chefes de domicílio” passou de 38% para 45%. Segundo o estudo, o principal motivo para mulheres empreenderem é a necessidade de ter outra fonte de renda ou conseguir a independência financeira.  

Foto: Aluna do curso de Marcenaria do Leo Social/Foto tirada em 2019

Quando olhamos para o setor de serviços, que abrange também a marcenaria, nos últimos anos surgiram diversas empreendedoras e empresas comandadas por mulheres na área serviços, como o aplicativo Severinas, plataforma criada pela marceneira Fernanda Voltan que oferece mão de obra 100% feminina para realizar consertos, instalações e manutenções gerais. 

A grande motivação dessa e de outras mulheres que se lançaram no setor de serviços é – além de gerar renda, independência financeira e ocupar espaços majoritariamente masculinos – proporcionar maior segurança e conforto para outras mulheres que necessitam fazer reparos na casa, montar um móvel, etc.  

É o que pensa Verônica Braga, marceneira, youtuber do canal Tem Mulher na Marcenaria e instrutora do Leo Social. “Não tenho dúvida que mulheres se sentem mais seguras [recebendo outras mulheres para serviços em casa]. Podem se comunicar de forma explícita, se sentem mais confortáveis e além disso apoiam outras mulheres, sabem, conhecem a luta”, afirma.

“Inúmeras clientes me procuram e dizem que preferem ser atendidas por marceneiras porque isso facilita seu objetivo de ser atendida de forma mais empática”, complementa Verônica.  

Ela ainda diz que é importante ter cada vez mais mulheres ocupando espaços até então dominados por homens. “É importante ter mulheres [na marcenaria] para que elas saibam que são capazes, não para provar algo aos homens, mas para elas próprias. Tornando-se seres que não temem, realizadas, seguras, dispostas a vencer, sem ser melhor do que ninguém, apenas ser melhor para elas mesmas. Existe bem maior que esse?”, indaga.

“Profissionalmente falando, ter diversos gêneros dentro das empresas traz maior empatia com o público geral, não vendemos nas marcenarias apenas para jovens, ou apenas para mulheres ou apenas para homens. O alcance torna-se maior quando isso é compreendido e implantado”, justifica.

Foto: Verônica Braga é instrutora do Leo Social/Foto tirada em 2019 quando o Leo Social ainda era Instituto Leo

Mãe e marceneira, Verônica é categórica quando fala do impacto da marcenaria em sua vida. “Há duas Verônicas: uma antes e outra depois da marcenaria, seja no âmbito profissional ou pessoal. No profissional, sempre quis provar a mim mesma ser capaz de fazer, criar, construir. Elaborar projetos que fizessem e tivessem impacto na vida de outras pessoas. A marcenaria tem essa essência, ela tem o poder de realização”, explica.

Eu trabalho desde os meus 15 anos, mas o poder da criação só ela [marcenaria] me deu e abriu portas para outros conhecimentos pra mim desafiadores, como o trabalho com elétrica, resinados, construções 3D e do ramo tapeceiro, hoje não tenho mais limites”, completa.  

“No pessoal, sou segura, firme e consistente. Trabalho com satisfação e como fruto disso, minha família tem a mim como seu maior alicerce. Não existe preço pra isso, saber que meus filhos jamais estarão desamparados e têm em mim uma forte base para a vida”, enaltece Verônica.

“Sem dúvida é muito desafiador exercer várias tarefas, entre elas de mãe, que é sabido ser de muita responsabilidade e como dizem ‘nosso coração bate do lado de fora quando assumimos isso’. Pode-se pensar em exagero, mas a marcenaria, sem dúvida, é meu grande fortalecedor, apaixonante e desafiador”, conclui.  

Verônica ainda deixa um recado para mulheres que têm vontade de empreender e ocupar espaços majoritariamente masculinos, como a marcenaria. “Se você não for atrás do que quer, nunca vai ter. Se você não perguntar, a resposta vai ser sempre ‘não’. E se não der o primeiro passo, nunca sairá do lugar”, finaliza.

Cursos

Se você é mulher e quer aprender sobre marcenaria, o Leo Social oferece diversos cursos profissionalizantes, como Marcenaria Básica, Montador (a) sob Medida, e outros. Confira! (clique aqui)

+ Notícias

Curta e compartilhe!

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
WhatsApp
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support